“El abrazo de la serpiente”

‘El abrazo de la serpiente’ é um filme violento e psicodélico sobre a colonização da Amazônia

Por Camilo Salas



No começo do século 20, o etnólogo Theodor Koch-Grünberg chegou a Amazônia pretendendo estudar seus povos indígenas.EotS_POSTER_FULLAlgumas dezenas de anos depois, o biólogo norte-americano Richard Evan Schultes entrou na selva para estudar plantas usadas por essas mesmas populações indígenas.Essas duas histórias reais são o ponto de partida para El abrazo de la serpiente, um filme do diretor colombiano de 34 anos Ciro Guerra. Usando esses dois cientistas como enquadramento, Guerra ficcionalizou a história de uma comunidade indígena esquecida e como o último membro da tribo embarcou numa importante jornada, primeiro em sua juventude com Koch-Grünberg e depois muito mais velho com Schultes.El_Abrazo_de_la_serpiente_1 © Andrés CórdobaO filme, que ganhou o grande prêmio da Quinzena dos Diretores de Cannes e deixou os críticos norteamericanos sem fôlego, transmite o mesmo espírito da selva do clássico Fitzcarraldo de Werner Herzog, mas dessa vez contando a história da perspectiva indígena. É um filme em constante movimento pela selva vasta e sagrada – uma viagem psicodélica de canoa – e lida com a história da opressão colonial, religião e loucura. O que torna o filme de Guerra tão emocionante e único é como ele capturou a imensidão da floresta e as vidas incríveis das pessoas que já estavam lá há séculos. Falei com Guerra por Skype enquanto ele se preparava para viajar da Colômbia para o Sundance, para apresentar El abrazo de la serpiente lá antes da estreia do filme nos EUA.
El_Abrazo_de_la_serpiente_3 andres cordoba
 Ler completo >> Vice

 Mais so bre >> Ciro Guerra
TRAILER Embrace of the Serpent


Stills Captions / Credits

Photo by Andrés Córdoba / Courtesy of Oscilloscope Laboratories
Photo by Andres Barrientos / Courtesy of Oscilloscope Laboratories
Photo by Andres Córdoba / Courtesy of Oscilloscope Laboratories

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s