Resistência e Esperança

 Povos indígenas: exemplo de resistência, esperança de futuro


Há quase vinte e oito anos, os povos indígenas obtiveram uma conquista inédita no Brasil: pela primeira vez, seus direitos originários foram reconhecidos na carta magna do país. Em dois artigos sucintos e valiosos, a Constituição Federal promulgada em 1988 lhes garantiu o direito a existirem conforme seus próprios modos de vida, a terem respeitada sua autodeterminação, sem a tutela do Estado que até então os considerava incapazes, e a terem demarcados seus territórios tradicionais.
Tais direitos originários encontram-se hoje sob o mais intenso ataque desde que foram reconhecidos. Em meio à violência e à ameaça de novos tempos sombrios, os povos indígenas resistem e, resistindo, nos ensinam. Seu futuro é o futuro de todos nós.
Fonte: Dom Roque Paloschi, Presidente do Cimi
Clique na imagem ao lado para ler na Íntegra  >



  Acervo H

Rikibaktsa do Mato Grosso. © Paulo Santos. 2011.
XI Jogos indÌgenas. Rikibaktsa do Mato Grosso. Porto Nacional, Tocantins, Brasil. Foto Paulo Santos. 07/11/2011.

Foto de abertura: índio Kayapó em conflito com garimpeiros no Pará.  ©Eduardo Kalif. 1985

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s