Todos os posts de Paulo Santos

Fotógrafo documentarista com sólida experiência em coberturas jornalísticas.

Em Busca de Cineastas

Apresente seu roteiro para um dos maiores grupos de entretenimento do mundo


FOX Produções Originais para os canais: FOX, FX, FOX Life, FOX+ Premium (FOX 1 e FOX Action), National Geographic Channel e Nat Geo Wild.



Veja o regulamento no link abaixo >>


Apresente seu projeto até dia 31 de maio de 2017 às 23:59H horas

Informações completas>> FOX Produções Originais


O Bronze da Luz

 


Ana Mokarzel

No torpor da noite, o bronze da luz se dilui com as imagens. Neste tempo pouco, o michê flerta com seu próximo segundo, tentando seduzir mais um cliente. O brilho do carro, noir, remete a tempos passados, ou quem sabe cria memórias ao fecundar o presente.

A fotógrafa Ana Mokarzel, administradora por formação, consultora respeitada na área de recursos humanos, reencontra a fotografia, que conheceu ainda criança. A lembrança do pai lhe vem à memória. Ele ensinou as primeiras lições da escrita com a luz, como um mestre que segura a mão do discípulo no capricho das letras. O envolvimento foi inevitável. Ana passou a se dedicar cada vez mais à fotografia e, sem abandonar o trabalho original, agrega este novo universo a ele. Dinâmica, não se permite limites. Curiosa com a nova janela aberta, Ana se debruça e cai, como Alice no País das Maravilhas. E nos convida a viagens por mundos esquecidos e imaginários repletos de personagens instigantes que poucas pessoas sabem perceber.


Texto Paulo Santos

 

 

 

 

Talhado no Front

O fotógrafo Raimundo Paccó é conhecido dos consumidores de imagens e notícias. Talhado no front do fotojornalismo, Paccó conheceu o mundo trabalhando para jornais como Correio Brasiliense, Folha de São Paulo, entre tantos outros. Um trabalho voltado à documentação, cobertura diária. Companheiro em grandes reportagens, como o assassinato de Dorothy Stang ou o massacre dos garimpeiros pelos índios Cinta-Larga em Rondônia – ambos tão simbólicos para Amazônia.

Mas outro Paccó dentro do mesmo fotógrafo. Em pequeníssimo ensaio, aqui ele se permite um olhar menos tensionado pelo tempo, contemplativo, alheio à produção do chamado hard news jornalístico.

Como barco ao largo da cidade, flanando pelos rios, ele transita. Um caminho de luzes trilhado por onde o fotógrafo passa, passa e vê. O movimento das cores nas velhas e sólidas construções estáticas. História que se confunde com cenários cenográficos, vermelho tungstênio marcado nas pedras do forte. E a lua, que ele não mostrou naquele dia, mas guardou na retina.


Texto Paulo Santos

O Fotógrafo Militante

Lucivaldo Sena



Militante dos movimentos sociais, o fotógrafo Lucivaldo Sena construiu seu início profissional participando e documentando as manifestações populares. A fotografia como ferramenta de denúncia era seu instrumento, no corpo a corpo social.  Ele amadurece na infantaria dessas batalhas e, com linguagem própria, técnica precisa e talento consumado, se profissionaliza, publicando trabalhos nos principais jornais e revistas do Brasil, como O Estado de São Paulo, revista Exame, portal Uol, além das agências noticiosas nacionais e internacionais. como AP, Reuters e AFP. Nesta corrida edição do Lucivaldo, uma inesquecível imagem noturna: o cocar com fogos ao fundo. Símbolos que se confundem, que se completam, que se agridem e acariciam. A descoberta, pelos olhos sensíveis, de um veio de possibilidades que dá à fotografia a riqueza que produz encantamento e verdade.


Texto Paulo Santos