Arquivo da categoria: Cultura

Fotografia para Proteger a Natureza

Concurso patrocinado pela The Nature Conservancy quer saber como as pessoas se conectam a natureza através das imagens .


The Nature Conservancy

Veja as categorias do concurso, cuja inscrição termina às 23:59 h do dia 31 de maio de 2018, ou clique nas imagens para acessar o regulamento.

Categorias:

Pessoas e Natureza: Recreação, Aventura ou uma experiência incrível na natureza

Paisagem: A visão de um lugar, com ou sem pessoas

Água: Dentro, fora ou submerso na água

Vida Selvagem: Na natureza ou no quintal

Cidades e Natureza: Nos conectando com a natureza onde vivemos

Escolha do Público: Nosso público online será o juiz

Veja regulamento completo no link da TNC abaixo >>


The Nature Conservancy


 

Às Margens do Tocantins

Moradores ribeirinhos de Cametá começam a se preparar para o carnaval



Ribeirinhos do bloco Bambas da Folia visitam seus vizinhos para convidá-los à festa



Às margens do Tocantins



Fotos Paolo Carlucci e Paulo Santos

Marca Logo Paninfo

LOGO Acervo H Novo Baskerville site v1

Pierrots, Bois e Cabeçudos na Folia do Carnaval

Participantes do grupo de boi de máscaras, Boitinga, se diverte pelas ruas de São Caetano de Odivelas, no último dia de carnaval.



Fotos Maycon Nunes


Marca Logo Paninfo


LOGO Acervo H Novo Baskerville site v1

 

 

Quais os mecanismos da arte diante do contexto social?

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realiza em 2018 a sua 9ª edição.


“Realidades da Imagem, Histórias da Representação”, temática escolhida, tem como objetivo selecionar e premiar obras que proponham uma reflexão ampla sobre a prática social por meio da arte e o fazer artístico como expressão histórica. As inscrições estão abertas e seguem até 13 de março de 2018.
Toda produção artística está ligada ao seu tempo e aos seus autores, sendo assim uma expressão histórica desde já. Por mais que a fotografia tenha alcançado o patamar de arte, abraçando a ficção, ela nunca deixou de ter relação com o mundo real. O que mudou foi a forma de se relacionar. O que antes tinha a obrigação de ser a cópia fiel da realidade, hoje se apresenta como um recorte dela, um olhar, uma possibilidade sensível que convida para ao diálogo.
Mariano Klautau Filho, curador do projeto, propõe vários questionamentos acerca do tema, “quais os mecanismos da arte diante do contexto social? Quais os papéis que desempenham as imagens fotográficas na arte em face de realidades tão concretas?
O PRÊMIO

Serão concedidos três prêmios no valor de R$10.000,00 cada, sendo dois deles na forma de bolsa para residência artística nas cidades de São Paulo e Belém. Os selecionados e premiados participarão da 9ª Mostra Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, no Museu do Estado do Pará – MEP, que ocorrerá no período de 08 de maio a 09 de julho de 2018.
Aberto a todos os artistas brasileiros ou residentes no país, o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia trata-se de um projeto nacional, que em seus anos de atuação contribuiu para a consolidação do Pará como lugar de reflexão e criação em artes, além de proporcionar o diálogo entre a produção local e nacional. É uma realização do jornal Diário do Pará, com apoio institucional do Museu do Estado do Pará – MEP, do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA e do Museu da UFPA.
Foto de capa da série Fora do Lugar, 
© Alex Oliveira, selecionada em 2017.

O edital com a ficha de inscrição está disponível no site www.diariocontemporaneo.com.br.
* Informações: Rua Gaspar Vianna, 773 – Reduto, Belém. Contatos: (91) 3184-9310; 98367-2468; diariocontemporaneodfotografia@gmail.com.

A Deus, Mestre Vieira

Joaquim de Lima Vieira, o reverenciado Mestre Vieira, recebeu as últimas homenagens no salão paroquial de igreja católica em Barcarena (PA).


Mestre Vieira faleceu no dia 2/2/2018, aos 83 anos, em sua cidade natal,  Barcarena no estado do Pará, a mesma cidade onde  aprendeu a tocar guitarra, instrumento que o projetou no cenário artístico nacional e internacional. O município  decretou luto oficial de três dias.

No velório, amigos e admiradores de Mestre Vieira, tristeza.
©Maycon Nunes
03/02/2018


O músico em apresentação no Rio de Janeiro 2017

Conhecido como um dos criadores da guitarrada, na década de 70, Vieira misturou ritmos como lambada, cumbia, merengue e carimbó, com as bases de guitarra, fazendo nascer o gênero musical conhecido como a guitarrada.

Com mais de 15 discos gravados, Vieira deixa um legado artístico tão grande como a região onde nasceu.

Mestre Vieira 11CL01©CSD

Em 2008 recebeu do Ministério da Cultura a medalha de Ordem ao Mérito Cultural pelo seu relevante serviço prestado à cultura brasileira.

Discografia
Lambada das Quebradas (1978) / Musicolor – Continental
Lambada das Quebradas Vol II (1980) / Chantecler – Continental
Lambada das Quebradas Vol III (1981) / Chantecler – Continental
Melo da Cabra (1982) / Chantecler – Continental
Lambadas e Quebradas – Lima o Guitarreiro do Amazonas (1982) / Continental
Desafiando (1983) / Musicolor – Continental
Vieira e seu Conjunto (1984) / Musicolor – Continental
Vieira e seu Conjunto (1985) / Continental
Bota fogo nela (1986) / Continental
Vieira e Seu Conjunto (1987) / Continental
Melo da Pomba (1989) / Continental
Lambadas e Cambarás (1990) / RGE
40 Graus (1991) / RGE
A Volta (1998) / RJ Produções
Lambadão do Vieira (2002)
Guitarra Magnética (2009) / Na Music
DVD ao vivo Mestre Vieira 50 anos de Guitarrada (2013) / Três Produções – PA
Guitarreiro do Mundo (2015) / Na Music

Grupo Mestres da Guitarrada
Mestres da Guitarrada (2004) / Funtelpa
Música Magneta – Mestres da Guitarrada (2008) / Candeeiro Records

Mais sobre o Mestre Vieira na série do Itaú Cultural >>

Foto do Mestre Vieira: Carlos Sodré / Ag.PA / Panamazônica