Arquivo da tag: Sociedade

O Fotógrafo Militante

Lucivaldo Sena



Militante dos movimentos sociais, o fotógrafo Lucivaldo Sena construiu seu início profissional participando e documentando as manifestações populares. A fotografia como ferramenta de denúncia era seu instrumento, no corpo a corpo social.  Ele amadurece na infantaria dessas batalhas e, com linguagem própria, técnica precisa e talento consumado, se profissionaliza, publicando trabalhos nos principais jornais e revistas do Brasil, como O Estado de São Paulo, revista Exame, portal Uol, além das agências noticiosas nacionais e internacionais. como AP, Reuters e AFP. Nesta corrida edição do Lucivaldo, uma inesquecível imagem noturna: o cocar com fogos ao fundo. Símbolos que se confundem, que se completam, que se agridem e acariciam. A descoberta, pelos olhos sensíveis, de um veio de possibilidades que dá à fotografia a riqueza que produz encantamento e verdade.


Texto Paulo Santos

Kamaiurá

pix-kwarup-070029-ps

Banho no lago Ipavu ao nascer do sol.
Parque Indígena do Xingu.
©Paulo Santos  / 2015

Norte: no rabo da fila

Por Lúcio Flávio Pinto

O faturamento da agropecuária brasileira neste ano, até novembro, foi a segunda maior desde o início da série estatística, em 1990. Somando 523,6 bilhões de reais, ficou R$ 10 bilhões abaixo do valor alcançado em 2015, que foi de 533,1 bilhões. As lavouras tiveram um valor bruto da produção de R$ 340,6 bilhões, e a pecuária, R$ 183 bilhões, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Leia a notícia >> Norte: no rabo da fila | Lúcio Flávio Pinto

Gado - Fazenda para descanso de gado durante transporte para embarque ou abate, rod Pa 150 Mojú, Pará, Brasil. 11/11/2010. Foto Paulo Santos


Acervo H

A formação de espaços indígenas no período colonial

Mark Harris, da Universidade de Saint-Andrews (Escócia), é o convidado da Coordenação de Ciências Humanas para discutir o tema nesta quarta-feira


Agência Museu Goeldi
Texto: Uriel Pinho
A mediação será feita por Márcio Meira, antropólogo do Museu Goeldi.O “Café com Ciência” desta quarta (14) traz para discussão “A formação dos espaços indígenas: os territórios Tapajó e Konduri nos séculos XVII e XVIII”, pesquisa do Prof. Dr. Mark Harris, da Universidade de Saint-Andrews (Escócia). O evento é promovido pela Coordenação de Ciências Humanas do Museu Paraense Emílio Goeldi e objetiva ampliar o debate sobre a história indígena na Amazônia com base nas informações obtidas de fontes coloniais, pesquisas arqueológicas, linguísticas e etnográficas.
A palestra inicia às 15h, na sala 01 da Coordenação de Ciências Humanas (Campus de Pesquisa do Museu Goeldi) e a entrada é livre e gratuita para todos os interessados. Os participantes são convidados a contribuir com um lanche, compartilhado ao final das discussões.
Em sua apresentação, Mark Harris pretende examinar os contrastes entre duas zonas indígenas, próximas no período colonial. O sentido e a forma com que esses espaços foram criados, assim como ações diferenciadas movidas contra as incursões de missionários e soldados, estimulam o entendimento de que se tratavam de índios de diferentes etnias. Durante o período da pesquisa, constatou-se que as relações entre aliados e inimigos transformaram-se ao longo do período colonial.
A mediação será feita por Márcio Meira, antropólogo do Museu Goeldi e ex-presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai),
Leia a matéria >> A formação de espaços indígenas no período colonial no Café com Ciência | Museu Paraense Emílio Goeldi

Um Mundo de Prêmios

                 O Photoshelter, plataforma para bancos de imagens, informações e mercado,  publica  guia com os 42 principais concursos de fotografia pelo globo em 2017. Muitas  dicas. É só clicar na capa do guia abaixo e inscrever seu e-mail na página seguinte.

captura-de-tela-2016-12-09-as-05-20-10
We’ve partnered with the World Photography Organisation for The 2017 Photographer’s Guide to Photo Contests, one of our biggest guides of the year.  Inside, get a rundown of 42 photo contests worldwide. We give each a verdict based on entry fees, promised exposure and prizes, submission rights, and direct feedback from past winners.  Let this guide help you determine which contests are your best bet.

Conheça o Photoshelter no link >>   Join me on PhotoShelter