Arquivo da tag: Sustentabilidade

O Fotógrafo Militante

Lucivaldo Sena



Militante dos movimentos sociais, o fotógrafo Lucivaldo Sena construiu seu início profissional participando e documentando as manifestações populares. A fotografia como ferramenta de denúncia era seu instrumento, no corpo a corpo social.  Ele amadurece na infantaria dessas batalhas e, com linguagem própria, técnica precisa e talento consumado, se profissionaliza, publicando trabalhos nos principais jornais e revistas do Brasil, como O Estado de São Paulo, revista Exame, portal Uol, além das agências noticiosas nacionais e internacionais. como AP, Reuters e AFP. Nesta corrida edição do Lucivaldo, uma inesquecível imagem noturna: o cocar com fogos ao fundo. Símbolos que se confundem, que se completam, que se agridem e acariciam. A descoberta, pelos olhos sensíveis, de um veio de possibilidades que dá à fotografia a riqueza que produz encantamento e verdade.


Texto Paulo Santos

Kamaiurá

pix-kwarup-070029-ps

Banho no lago Ipavu ao nascer do sol.
Parque Indígena do Xingu.
©Paulo Santos  / 2015

Vozes do Solimões

Rádio Nacional do Alto Solimões completou 10 anos de programação regional


A rádio surgiu através de reuniões quando lideranças dos municípios do Alto Solimões pediram uma emissora que transmitisse informações


Saiba mais >>  captura-de-tela-2016-12-23-as-21-13-44

 

Foto: Pescador de pirarucu em lago da bacia do rio Solimões.
Amazonas, Brasil Foto Paulo Santos

COMUNIDADES AVANÇAM NA FOZ DO AMAZONAS

Comunidades tradicionais do Bailique, na foz do Amazonas, assinam contrato com o Imaflora buscando a primeira certificação florestal FSC para o manejo de açaí no Brasil.


Texto: Roberta Ramos
Fotos: Arlan Costa e Paulo Santos

Em assembleia realizada nos dias 16 e 17 de setembro, na comunidade do Arraiol, produtores participantes do Protocolo Comunitário do Bailique discutiram os princípios da certificação FSC do açaí e definiram ações para alcançar essa conquista para o território.
De acordo com Geová Alves, presidente da Associação das Comunidades Tradicionais do Bailique (ACTB), o fortalecimento da cadeia do açaí possibilitará a criação de um fundo financeiro comum que proverá investimentos para a criação e manutenção da Escola Família do Bailique, que a partir da pedagogia da alternância propiciará aos jovens uma educação de qualidade.
Outro debate durante o encontro foi sobre a interação das comunidades na implementação do Centro de Vocação Tecnológica (CVT), política pública do Ministério de Ciência, Tecnologia e  Inovação, que iniciará suas atividades em Janeiro de 2017 com um curso em alimentos com o foco no açaí.
No fechamento do encontro, a ACTB assinou o contrato com o Imaflora que passa apoiar o projeto através do seu fundo social.

Moradores participam do evento no Bailique.

Mais conteúdo veja abaixo >>

Acervo H

 

Seca amazônica

© Paulo Santos

Neste ano, as árvores da floresta amazônica estão mais vulneráveis às queimadas do que em qualquer período anterior. Por isso, os incêndios deverão bater recorde nos próximos meses. A causa é a men…

Fonte: Lúcio Flávio Pinto